Cristais violeta

Como não poderia deixar de ser, a minha selecção de exemplo de um cristal violeta foi Ametista.

História

No século XV, acreditava-se que a Ametista tinha o poder de controlar pensamentos maléficos, aguçar a inteligência e tornar os homens hábeis em negócios. 

 

Acreditava-se também que protegia os soldados contra os ferimentos e lhes assegurava vitória sobre seus inimigos. 

 

Era recomendada a caçadores para facilitar a captura de animais selvagens e, certamente, como várias outras pedras, tinha o poder de preservar o usuário contra o contágio de doenças.

 

Alguns autores franceses contam que o deus Baco, ao ser ofendido certa vez, decidiu vingar-se e declarou que a primeira pessoa que ele encontrasse, quando parasse com a sua caravana, seria devorada por seus tigres. 

Mas quis o destino que esse infeliz mortal fosse uma linda e pura donzela chamada Ametista, que se dirigia ao santuário de Diana para orar. 

Quando as ferozes bestas saltaram  sobre ela, a donzela pediu protecção à deusa e foi salva, mudando sua forma para uma pedra pura e branca. 

Reconhecendo o milagre e arrependido de sua crueldade, Baco derramou o sumo da uva como uma libação sobre o corpo petrificado da donzela, dando ao mesmo a cor violeta.

A Ametista é uma pedra de Quartzo de cor violeta encontrada no Brasil, Canadá, Sri Lanka e partes do leste da África. 

A sua cor varia desde o violeta escuro a um pálido lilás, chegando à transparência. 

 

Durante séculos, a Ametista tinha reconhecido o seu valor como jóia e, antes do descobrimento de grandes depósitos no Brasil, era considerada uma pedra preciosa. 

Cura

As suas propriedades curativas há muito tempo são conhecidas pelos curadores naturais e pelos psíquicos. 

A Ametista tem uma ligação directa com a mente; Edgar Cayce sugere-a para controlo do temperamento.

A Ametista reforça a produção de hormonas e fortalece os órgãos responsáveis pela limpeza do sistema circulatório e sangue, do sistema imunológico e do metabolismo do organismo.

Poucos cristais oferecem tantos potenciais benefícios à mente quanto as Ametistas. 

Estas pedras acalmam o sistema nervoso e ajudam na transmissão dos sinais neurais. 

A Ametista auxilia as pessoas a ficarem menos dispersivas e a terem mais controlo sobre as próprias faculdades. Isso faz com que consigam centralizem e equilibrem altos e baixos emocionais extremos.

A Ametista ajuda o usuário a confiar mais na sua intuição. Aumenta a capacidade da memória e a motivação. Os objectivos tornam-se mais claros, mais realistas e fáceis de alcançar. 

No entanto, esta pedra deve ser usada com precaução em pessoas com tendências paranóicas ou esquizóides.

A Ametista pode beneficiar pessoas com insónia ou sono leve. Isto devido à sua habilidade em acalmar a mente e focar a atenção, ideal para aqueles que meditam.

 

Utilização

Use-a ou coloque-a da maneira mais apropriada. As drusas podem ser colocadas no ambiente, e as pontas em bruto podem ser usadas para cura. 

Em insónias ou pesadelos, coloque-a de baixo do travesseiro. A cor da ametista desbota à luz do Sol.

Efeitos terapêuticos

  • Chakras: Frontal, Coroa

  • Saúde: Sono, Cérebro, Largar vícios

  • Indicação: Meditação

 

Usos e aplicações

  • Pedra da profissão: Artistas, Astrólogos, Dançarinos, Tarólogos, Professores de yoga, Psicólogos e Administrativos, Terapeutas.

  • Pedra do signo de: Peixes, Aquário, Capricórnio, Sagitário. 

  • Tipo de energia: Espiritual

 

Características técnicas

  • Ocorrência: Comum

  • Dureza: 7 Mohs

  • Composição Química: Óxido de Silício

  • Proveniência: Estados Unidos, Grã-Bretanha, Canadá, Brasil, México, Rússia, Sri Lanka, Uruguai, África Oriental, Sibéria, Índia.

Segue-nos

  • Facebook

​apc@associacaoportuguesadecristaloterapia.com | +351 916693537 | Porto.

 

                             © 2015 APC