Meditação Simples

September 23, 2016

 

Se já experimentou meditar numa aula de Yôga, ou mesmo quando tenta acalmar os seus pensamentos antes de dormir, provavelmente já experimentou o que os yogis chamam de mente de macaco - quando milhares de ideias ou pensamentos interrompem a sua concentração. Pode ser desanimador, frustrante e até mesmo alarmante quando verifica que não pode ''apagar'' a sua mente e concentrar-se no ''nada'' nem que seja por meros segundos. Segundos ou segundo esse que é de novo invadido novamente por novos pensamentos. Mas o primeiro passo em desejar desenvolver uma prática de meditação diária é reconhecer que isto é o que a mente faz.

 

Quando meditar, inicie por se concentrar em sentir a respiração entrar corpo, a encher a barriga, o peito e a descer e subir pela garganta, e, em seguida, a sair do corpo. À medida que a sua mente divaga, o desafio de um iniciante é reconhecer que a mente divagou, deixar ir aquele pensamento, e voltar ao foco, voltar neste caso à respiração. Este processo de se lembrar de trazer a sua atenção para a respiração tem um efeito profundo em acalmar e fortalecer a mente. Desenvolve o ser no sentido de se tornar uma testemunha consciente, que observa todos os seus pensamentos, emoções e comportamentos sem reacção ou julgamento. Este testemunhar consciente é uma ferramenta poderosa para a meditação diária e sua vida quotidiana.

 

Stephen Cope, um psicoterapeuta, autor e professor da ioga diz, "Nós não somos os nossos pensamentos. Nós não somos a nossa vibração interna", no seu livro ''The Wisdom of Yoga''. Esta é a beleza da meditação. Depois de se praticar diariamente meditação e depois de se ter aprendido a deixar ir estes pensamentos, encontramos um nível mais profundo do nosso ser, que existe além do conteúdo da mente. Através da meditação,  aprendemos a reconhecer quando surgem pensamentos ou comportamentos e a libertá-los, dando-lhe o poder de conhecer o seu verdadeiro eu. Mesmo uma pessoa jovem ou até mesmo uma criança pode ter esta experiência na meditação!

 

Tente esta mediação quotidiana muito simples, que todos poderão fazer em sua casa. Recomendo a realizar esta meditação quando acorda de manhã, acredite que está definir as intenções e a energia para o dia que aí vem. Mas claro, ouça a sua intuição, e meditar quando sente que é o momento certo para si.

 

A meditação simples diária:

 

Defina um temporizador para três minutos.

Encontre uma posição sentada confortável e feche os olhos.

Respire naturalmente através do nariz.

Depois de algumas respirações trazer a sua atenção para a respiração, sentindo-a entrar e sair do corpo.

Quando sua mente vagueia, traga o foco de volta para a respiração.

Após os três minutos pode registar aquilo que acabou de vivênciar.

O que notou sobre os seus pensamentos? Quanto tempo demorou para perceber onde a sua mente andou?

 

Com o facto de praticar diariamente meditação, continue a adicionar mais tempo ao cronometro e registe no seu diário como sua mente muda e se desenvolve.

 

O que vai notar durante o dia é verificar até onde pode deixar ir os pensamentos e voltar para o centro. Pode chegar a ver-se fazer julgamentos de outros ou permitir que emoções como a frustração assumirem controlo. O objectivo é perceber quando isso acontece e voltar para a respiração. Quando se sentir mais confortável com a sua meditação, tente meditar com cristais incorporando outras ferramentas de energia na sua prática para aprofundar sua meditação.

 

 

 

 

 

Please reload

Segue-nos

  • Facebook

​apc@associacaoportuguesadecristaloterapia.com | +351 916693537 | Porto.

 

                             © 2015 APC